Capa » BRASIL » Auxílio emergencial: Aumenta a pressão e governo pode anunciar uma nova prorrogação nos próximos dias

Auxílio emergencial: Aumenta a pressão e governo pode anunciar uma nova prorrogação nos próximos dias

Compartilhe:

O Senador Paulo Rocha (PT – PA) apresentou na última segunda-feira, 27, uma proposta ao Senado para que o Governo Federal utilizasse do lucro do Banco Central para arcar com as despesas advindas do auxílio emergencial até o mês de dezembro, período em que segundo o decreto se extingue a calamidade pública no País.

O banco Central recentemente divulgou que o lucro obtido através de operações cambiais somente no primeiro semestre do ano ficou na casa dos 500 Bilhões de reais, e isso encheu os olhos dos políticos que são a favor da nova prorrogação do Corona voucher. 

Para entender melhor, é preciso esclarecer que o auxílio emergencial hoje, custa aos cofres públicos cerca de 50 Bilhões de reais por mês, e que aproximadamente 100 Milhões de pessoas em todo Brasil estão dependentes dessa “ajuda financeira”. Se aprovado o projeto até dezembro, o auxílio acarretara um prejuízo em torno de 300 Bilhões de reais aos cofres públicos até o final do decreto de estado de calamidade pública, que é no mês de dezembro de 2020. Contudo, ainda restaria um saldo que giraria em torno de 200 Bilhões de reais, fora o lucro que será obtido nos próximos seis meses pelo Banco Central.

“A opção de financiar o auxílio emergencial com o lucro do BC permite estendê-lo pelo menos até dezembro, reduz a necessidade de endividamento do Tesouro junto ao mercado e ainda implica menor necessidade de operações compromissadas que, todavia, terão baixo custo, diante do baixo patamar da Selic”, disse o Senador.

O Projeto de Lei 3.712/2020, de autoria do Senador Paulo Rocha, visa estender ainda mais o auxílio emergencial dizendo, que durante a vigência do estado de calamidade pública, reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, o resultado do Banco Central do Brasil será destinado à União para pagamento do auxílio emergencial.

Depois da polêmica votação do último dia 15 na Câmara dos Deputados Federais  e a divulgação do resultado pelo Deputado Federal André Janones (AVANTE-MG), a pressão sobre os políticos a respeito da prorrogação do Corona voucher chegou a limites consideráveis, tomando todas as redes sociais. Agora, é aguardar o resultado da PL 3712/2020 que encontra-se em tramitação no Senado Federal, e torcer para que o povo seja colocado como prioridade diante desta causa.

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sobre Edinho Levi

Editor de imagens, operador de camêra, Coordenador de Programação, Master e formando de Jornalismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*